Pesquisar este blog

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Benefícios do coco




Os benefícios do coco

É de conhecimento geral que o coco é utilizado com alimento em várias partes do mundo. O coco é rico em proteínas, vitaminas, gorduras, carboidratos e sais minerais. Segundo experiências realizadas nos Estados Unidos, o coco verde possui as mesmas propriedades do leite materno. No Havaí, as mães costumam alimentar os bebês com leite de coco. Por seu alto teor em sais minerais, o coco é recomendado na medicina popular para promover o desenvolvimento físico, além de ser largamente utilizado como remédio por suas propriedades medicinais. A polpa do coco amassada e transformada em pasta é utilizada em aplicações locais para o tratamento das hemorróidas, pois funciona como adstringente e cicatrizante. Alem disso, o coco é:
Antiinflamatório - A água e a polpa agem reduzindo as inflamações.
Aperiente - A polpa estimula o apetite.
Calmante - O leite de coco atua como sedativo leve.
Depurativo do sangue - A polpa comida regularmente desintoxica o sangue.
Diurético - A água atua como estimulante da função renal.
Febrífugo - A água e o leite reduzem a febre.
Mineralizante - A polpa tem essa propriedade por seu teor mineral.
Tônico - Se usado regularmente, fortalece o organismo.
Vermífugo - O leite de coco é usado principalmente contra as solitárias (tenífugo).
Diversos estudos publicados em periódicos médicos mostram que o coco, em várias de suas formas e componentes pode produzir uma larga escala de benefícios. Alguns deles são:
Tem efeito destrutivo em vírus causadores de influenza, herpes, sarampo, hepatite C, SARS (pneumonia asiática), AIDS e outras doenças infecciosas.
Tem efeito destrutivo na bactéria Heliobacter pilori, infeccções de garganta, urinárias, doenças gengivais etc. Tem efeito ainda em fungos e leveduras causadores de candidíase, micoses, freiras e outras infeccções.
Expulsa parasitas como solitárias, giárdia, piolhos e outros.
É fonte nutricional de energia rápida para o desempenho físico de atletas.
Reduz os sintomas associados à pancreatite.
Contribui para a remissão dos sintomas associados às doenças da vesícula biliar. Incrementa a digestão e o funcionamento intestinal.
O óleo de coco possui menos calorias que outros óleos vegetais.
Favorece a glândula tireóide.
Ajuda a reduzir os sintomas presentes na hiperplasia benígma da próstata.
Ajuda a reduzir as convulões epiléticas.
Não forma produtos danosos ou subprodutos perigosos quando submetido ao calor no cozimento em temperaturas corriqueiras, como outros óleos vegetais.
Promove a beleza e a saúde capilar.

O óleo de coco extra-virgem na cozinha

O óleo de coco conserva-se por longos períodos, sem necessidade de refrigeração ou da adição de produtos químicos.
Os óleos vegetais, principalmente os polinsaturados, como os da soja, milho, girassol, canola etc, sofrem alterações químicas e físicas que geram altos níveis de gorduratrans no processo culinário. A vantagem das gorduras saturadas, como as do coco, porco e outras, é que são mais resistentes à oxidação e mais estáveis ao calor. A gordura da coco é de cadeia média, e ao contrário dos óleos polinsaturados, não deixa as células famintas, permitindo a entrada de insulina nas células.
O óleo de coco tem alto índice de ácido láurico, um poderoso antiinflamatório. Além disso, tem efeito cosmético, podendo ser aplicado nos cabelos como condicionador e sobre a pele para amenizar e reduzir as rugas existentes.

Fonte: Livro "O poder medicinal do coco e do óleo de coco extra virgem. Dr. Márcio Bontempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário